Templates by BIGtheme NET
33505_ext_arquivo

Postado em 1 de maio de 2018, por Alexandre Melo.

TÉCNICO DO MESC É AFASTADO APÓS DENUNCIAS DE ABUSOS SEXUAIS.

O Mesc (Movimento de Expansão Social Católica), um clube privado que fica em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, anunciou nesta segunda-feira (30) o afastamento de Fernando de Carvalho Lopes, técnico que teria abusado sexualmente de pelo menos 40 ginastas brasileiros. A decisão acontece após a denúncia feita pelo programa “Fantástico”, da TV Globo.

De acordo com o Mesc, Fernando de Carvalho estava trabalhando no local apenas na parte administrativa e não exercia mais atividades relacionadas à ginástica.

“Considerando a gravidade das acusações que recaem sobre o colaborador Fernando de Carvalho Lopes, veiculadas pela mídia na data de ontem, o clube MESC, por meio de sua administração, resolveu reforçar as cautelas anteriormente adotadas e determinou o afastamento do colaborador em questão de todas suas atividades nas dependências do Clube, até o final da apuração dos fatos pelas autoridades competentes. Reiteramos nosso compromisso com a segurança e bem-estar de nossos associados e visitantes”, disse o clube em nota.

Confira abaixo a nota do Mesc na íntegra:

“Esclarecimento sobre a reportagem do Fantástico

Sobre a reportagem do Fantástico em referência ao Sr. Fernando de Carvalho Lopes, veiculada na noite deste domingo, o Clube Mesc esclarece que:

A administração do Clube nunca recebeu nenhuma reclamação ou denúncia acerca da atuação ou comportamento inadequado do Sr. Fernando de Carvalho Lopes durante os 20 anos de sua colaboração com o Clube, sendo certo ainda que as acusações que recaem sobre ele, segundo informações de seu advogado, ainda estão em fase de investigação em sede de Inquérito Policial, que tramita em segredo de justiça, razão pela qual o Clube não teve acesso a sua íntegra; Há dois anos, quando do surgimento das primeiras acusações, o Sr. Fernando de Carvalho Lopes foi de imediato e, por cautela, transferido para serviços administrativos, não mantendo desde então qualquer contato direto com atletas e alunos da ginástica, ou de qualquer outra modalidade esportiva do Clube; A psicóloga Thais Copini não é e nunca foi funcionária do Mesc. Ela era contratada pelos pais dos atletas, sem nenhum vínculo com o Clube; O Mesc também não tem convênio e não recebe verbas de qualquer natureza da Prefeitura de São Bernardo do Campo, como afirmado na reportagem.

O Mesc, em seus 59 anos de história, sempre zelou pela segurança e bem estar de seus associados, atletas, alunos, colaboradores, prestadores de serviço e visitantes, e jamais foi ou será conivente com qualquer tipo de conduta indevida ou criminosa, e assim continuará, sempre prestando serviços de qualidade aos associados e cidadãos do ABC.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*