Templates by BIGtheme NET
images

Postado em 19 de maio de 2018, por Alexandre Melo.

CIRO GOMES QUE ALIANÇA COM RENAN

O pré-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) demonstrou estar disposto a cessar seus ataques contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL), para garantir seu palanque em Alagoas, enquanto seu partido coordena a campanha de reeleição do governador Renan Filho (MDB) e do ex-presidente do Senado. É o que revelou o deputado federal e ex-governador Ronaldo Lessa (PDT-AL), ao afirmar que o presidenciável cearense pediu que o pedetista alagoano “fizesse o meio de campo” entre ele e o senador Renan.

O líder do PDT de Alagoas disse que o pedido foi feito no aniversário de Carlos Lupi, ainda em março, quando Ciro Gomes já via com naturalidade a presença de Lessa e do PDT no governo de Renan Filho. O presidenciável do PDT, que já chamou Renan de “quadrilheiro” por causa da penca de investigações que avançam contra o senador alagoano na Operação Lava Jato, disse que Ronaldo Lessa precisava fazer “a ponte” entre sua campanha e a campanha dos Calheiros, para saber “como vai ficar” em Alagoas.

“Ele [Ciro] disse: ‘Você tá no governo apoiando o Renan Filho’. Eu digo, tô sim, ainda. E ele chegou e disse: ‘Olhe, precisamos ver como é que vai ficar’. O que é como vai ficar? ‘Porque, aí, você vai ter que fazer o meio de campo comigo e o Renan’”, disse Lessa, ao reproduzir o diálogo com Ciro para o site Diário do Poder

Lessa interpretou que Ciro quis ser delicado com sua decisão de coordenar a campanha de Renan, em vez de ceder ao desejo de Lupi de ter o deputado federal alagoano como candidato majoritário. Mas considerou evidente que terá que ser interlocutor de Ciro no palanque em que o PDT está em Alagoas, ao explicar a notícia sobre a conversa com o pré-candidato a presidente, publicada nesta sexta-feira (18) pelo jornalista Ricardo Mota, do site TNH1.

“Na verdade, o Ciro já ligou para o Renan Filho, tem uma relação boa com o governador. Ele não precisaria de mim para conversar com Renan ou alguma coisa desse tipo. E nem pediu para marcar coisa nenhuma. Acho que ele apenas fez um ato de, como quem diz: ‘Olha, se isso continuar desse jeito, você não for candidato e tiver apoiando o governo, vamos nos aproximar’”, relatou Lessa, ao negar que Ciro tenha pedido um encontro com Renan.

“[Ciro] apenas disse que vou fazer o meio de campo, porque ele tem batido muito [em Renan], né? Várias vezes. Ultimamente, faz até a distinção, por exemplo, diz que o avanço do Renan ultimamente foi ficar do lado do MDB que é contra o Temer”, seguiu explicando que não tem missão de promover um encontro, e ressaltando que a preocupação de Ciro tem sido a composição nacional, tentando aliança do PSB e PCdoB com o PDT.

Em março, dias depois da conversa com Ciro, Lessa chegou a afirmar ao site Diário do Poder que obteve de Renan a liberdade para formar um palanque para Ciro Gomes, em Alagoas. E minimizou a contradição, dizendo que “o senador Renan é um problema do País, um problema da Justiça, uma coisa que extrapola” a situação dele com Ciro.

Lessa disputa a reeleição para a Câmara Federal, mas chegou a liderar pesquisas em Alagoas para o Senado, em 2017, antes de deixar a oposição para reatar a aliança com o governador Renan Filho, rompida em 2016 quando ele apoiou a reeleição do rival dos Calheiros e prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB).

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*