Templates by BIGtheme NET
i

Postado em 13 de março de 2018, por Alexandre Melo.

POLÍCIA CIVIL PRENDE QUADRILHA INTERNACIONAL EM MACEIÓ

Sete pessoas acusadas de integrar uma organização criminosa internacional de agiotagem oriunda da Colômbia foram presas durante Operação U$ura, da Polícia Civil. Os nomes foram apresentados na tarde desta terça-feira, 13, durante coletiva na sede da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP).

De acordo com o delegado da Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC), Mario Jorge Barros, a investigação teve início por meio de denúncias sobre grande movimentação de motos em um prédio de classe média alta, no bairro da Ponta Verde, em Maceió.

No decorrer do processo foi descoberto que o local se tratava de uma sede para agiotagem comandada pelo casal José Leonidas Giraldo Osorio e Janeth Campo Rivera. Ambos estão em Maceió desde 2014 e são da cidade de Cali, na Colômbia.

Suspeita-se que o grupo criminoso tenha movimentado cerca de R$ 5 milhões por mês apenas com empréstimos ilegais. O valor dos juros cobrados eram de 30% a 50%.

O decorrer da investigação mostrou que o dinheiro utilizado para emprestar a juros exorbitante vinha da Colômbia e, após o pagamento das vítimas, saía do Brasil por meio de uma operação financeira supostamente legal, mas que utilizava CPFs falsos.

“Estamos investigando os responsáveis pelos CPF’s para saber se eles emprestavam o número ou se foram vítimas de falsificação”, explicou o delegado Mario Jorge.

No prédio usado como sede foram apreendidas planilhas de serviços, extratos bancários, motos, notebooks, cadernetas de anotações, celulares, cartões e R$ 2.561.00 em espécie.

Ainda segundo a polícia, em caso do não pagamento do dinheiro, as pessoas que pegavam os empréstimos eram perseguidas e ameaçadas de morte pelos suspeitos.

Além de José Leônidas e Janeth, também foram presos os suspeitos Luís Alberto Vasco Giraldo, Julian Andres Zambranco Campo, Edwin Alfonso Medina Altamar, Sandra Del Pilar Dominguez Sanchez, e Vladimir Hurtado Orejuela.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*