Templates by BIGtheme NET
Vereador Kelmann Vieira presidente da Camara de Maceio - Foto Marco Antonio-Secom Maceio

Postado em 14 de março de 2018, por Alexandre Melo.

KELMANN VIEIRA É PRÉ-CANDIDATO AO GOVERNO DE ALAGOAS.

Menos de 24 horas depois de o prefeito Rui Palmeira (PSDB) anunciar que não será candidato a governador de Alagoas, o nome do presidente da Câmara de Maceió, Kelmann Vieira (PSDB), foi lançado como pré-candidato da oposição contra a reeleição do governador Renan Filho (MDB), durante a sessão legislativa desta terça-feira (13).

A decisão dos vereadores expõe uma contradição gigantesca, diante do fato de que Kelmann Vieira declarou voto na reeleição do senador Renan Calheiros (MDB-AL), há menos de dois meses, quando articulou uma reunião de apoio ao ex-presidente do Senado. Enfim, o maior desafio dos vereadores é explicar ao eleitor como o votar em uma candidatura que deve manter um pé em cada palanque.

KELMANN VIROU POLÍTICO COM APOIO DE RENAN (FOTO: MARCO ANTÔNIO/SECOM)

Kelmann teve seu nome lançado como pré-candidato da maioria dos vereadores pelo líder do PSDB na Câmara, Dudu Ronalsa, e pelo líder do prefeito tucano no Legislativo Municipal, Eduardo Canuto (PSDB).

No momento da sessão, Kelmann agradeceu, mas desconversou, dizendo que tinha muito trabalho a fazer na Câmara. Porém, reagiu bem à proposta e disse a reportagem do site Diário do Poder que está disposto a concorrer ao mandato de governador. Mas conversará com o prefeito Rui Palmeira, que preside o PSDB em Alagoas.

“Sem a candidatura do prefeito Rui Palmeira, o PSDB deve oferecer à sociedade um nome novo. Kelmann é delegado de carreira dos mais competentes da Polícia Civil, presidente da Câmara reeleito por três vezes, com vasta experiência em administração. Um nome que representa a nova política”, disse o vereador José Márcio Filho (PSDB), um dos apoiadores de Kelmann.

UM PÉ EM CADA PALANQUE?

EM JANEIRO, KELMANN DECLAROU VOTO NA REELEIÇÃO DO SENADOR RENAN

Se o movimento não for só barganha para exibir musculatura política e abrir mais espaços nas coligações e na máquina da Prefeitura de Maceió, o projeto lançado na tarde desta terça será de difícil absorção pela inteligência do eleitor, que evoluiu e tem exigido  coerência da classe política e transparência nos propósitos.

Quando questionado sobre como Kelmann vai disputar o governo na oposição a Renan Filho, votando em Renan para o Senado, Zé Márcio Filho respondeu: “Se ele [kelmann] for candidato a governador, vai votar nos candidatos do grupo dele. Isso é natural. Porque aí deixa de ser um projeto pessoal pra ser um projeto de grupo e de partido. O nome está sendo colocado. Vamos aguardar”.

Em janeiro, ao justificar seu primeiro voto para Renan, Kelmann Vieira lembrou que o senador foi seu padrinho político e o ajudou em sua primeira eleição, em 2012, para a Câmara de Maceió. Além disso, terá que defender a candidatura de sua esposa para deputada estadual, Flávia Cavalcante (MDB), cujo sogro Cícero Cavalcante (MDB) é aliado histórico do senador alagoano.

Outro nome cotado para a disputa pela oposição é o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB), integrante da minúscula bancada da oposição a Renan Filho na Assembleia Legislativa.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*