Templates by BIGtheme NET
prefeito

Postado em 18 de junho de 2017, por Redação .

CÂMARA APROVA AUMENTO DE ALÍQUOTA DE MAIS 1,5% DE CONTRIBUIÇÃO AOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE QUEBRANGULO

A ultima dia de sessão na Câmara Municipal antes do recesso dos festejos Juninos, teve a presença do Prefeito Marcelo Lima, que compareceu para defender a Aprovação do Projeto de Lei que altera a alíquota de contribuição dos servidores do Município aumentando em mais 1,5%.Segundo o Prefeito Marcelo Lima que subiu à Tribuna que está lutando para resolver a situação que a gestão passada criou, e uma delas é a questão da Previdência.
O presidente do Sinteal de Quebrangulo, o professor Manoel pediu aos vereadores presentes, que antes de mudar o fundo de previdência, de uma sugestão, que o fundo seja o financiador dos empréstimos dos funcionários, e que seja revisto o aumento dos 1,5% pois faz diferença.

A professora Mônica pediu a vez e em tom de desabafo de dirigiu para três vereadores, Jau do Som, Feu Maia e Marcelo Cabral, e de forma indireta para os demais vereadores, se dizendo que estava decepcionada com as falas dos então situação, pois quando eram oposição, tudo não estava na direção certa. Mostrou-se decepcionada com a política e pediu que fossem tomadas atitudes para defender os trabalhadores que vão em busca de seus direitos, pois, segundo a professora Mônica, os professores e funcionários da educação que foram a Câmara acompanhar a votação e lutar por seus direitos, terão os cortes em seus salários. A professora Mônica Pediu respeito dos vereadores com o povo,pois aquela casa éa casa do povo , e até por isso que estava se sentindo bem a vontade.
O presidente da Câmara, Eduardo Tenório se dirigindo para a professora Mônica, disse que a mesma foi infeliz em suas colocações, principalmente quando pediu respeito aos vereadores, pois, os vereadores tem sim muito respeito pelo povo, e que a Câmara possui normas a serem obedecidas.

O Vereador Emanoel Cardoso foi a Tribuna e afirmou que o servidor não pode pagar essa conta e que esses 1,5% fará muita falta. Sabe que é voto vencido junto com o do colega Paulo Damião, mas que isso o fortalece para continuar lutando. Ressaltou ainda que aprovada a lei, a cobrança só poderá ser descontada depois de 03 meses.
O Vereador Jau disse que estava ao lado do povo, por isso que aprovada o projeto, e que daqui alguns anos o povo que o estava criticando vai agradecer.
O Vereador Marcelo Cabral em resposta as comentários da professora Mônica disse que em nenhum momento os vereadores faltaram com respeito, e que nunca mudou seus pensamentos,pois se os mudassem o povo sairia prejudicado. Falou ainda que só o povo o tira como vereador, e que Deus lhe deu sabedoria para defender o povo, e que ninguém vai aprovar um projeto para prejudicar o povo. Ressaltou ainda, que no passado ocorreu o mesmo projeto que ajudou a salvar o fundo de previdência. Emanoel Cardoso tomou a palavra e contestou o vereador Marcelo Cabral dizendo que na ocasião passada que o vereador citou foi totalmente diferente, e que hoje o seu pensamento também, e pensaria em outra forma para os servidores não pagarem a conta.
O Projeto foi aprovado por 5 votos a favor e 2 contras,pois o vereador Jardineiro não compareceu a sessão.
VOTARAM ASSIM:
FEU MAIA – SIM
NALVA – SIM
JAU DO SOM – SIM
MARCELO CABRAL – SIM
GILSON – SIM
EMANOEL CARDOSO – NÃO
PAULO DAMIÃO – NÃO
REGINALDO JARDINEIRO – FALTOU

REPORTE: WANDERLEY PEREIRA

CÂMERA: ALEXANDRE MARIANO

Redação

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*