Templates by BIGtheme NET
119795_imagem_chamada

Postado em 25 de abril de 2017, por Alexandre Melo.

Acusado de matar ex-companheira com golpes de capacete se entrega na delegacia de Penedo

Após negociações entre o advogado Fábio Nunes e o delegado de Penedo, Fernando Lustosa, o acusado de matar a ex-companheira com golpes de capacete na cabeça se entregou na delegacia regional sediada na cidade ribeirinha.

De acordo com as informações colhidas por nossa redação,  Edilson Paulo dos Santos, conhecido como Cacau, chegou na Delegacia Regional de Penedo acompanhado de seu advogado.

Na oportunidade, a Polícia Civil deu cumprimento ao mandado de prisão expedido pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Penedo em desfavor do indivíduo que é acusado de feminicídio.

Juliana Rodrigues da Silva, 24 anos, morreu no dia 04 de janeiro de 2016, na Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca, onde estava em coma. A vítima foi espancada com socos e chutes e ainda recebeu várias pancadas com um capacete na cabeça.

Testemunhas contaram em depoimento à polícia que após às agressões, a jovem desmaiou e permaneceu durante toda a madrugada desacordada. Somente na manhã do dia posterior a agressão, o companheiro da jovem a levou até a Unidade de Pronto Atendimento de Penedo, local onde se passou por amigo da vítima e contou que encontrou a jovem caída no chão.

Após ser examinada, os médicos plantonistas concluíram que o estado de saúde da jovem era delicado e que ela precisava ser encaminhada urgentemente para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da U.E. do Agreste, em Arapiraca. Após dias em coma, a jovem entrou em óbito. Ela teve traumatismo craniano devido as pancadas sofridas pelos golpes de capacete.

Edilson Paulo chegou a ser preso, mas depois de prestar depoimento na delegacia de Penedo foi liberado pelo fato de, na época, não ter nenhum mandado de prisão em aberto.

por aquiacontece

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*